Período da construção simbólica

É nessa etapa que a criança se apropria do mundo da escrita, ganha conforto e fluência numérica, começa a desenvolver consciência de coletivo, a formar seu capital cultural e a ganhar autonomia

No Ensino Fundamental I (1º ao 5º ano) a criança é orientada no caminho do conhecimento, estimulada a raciocinar, resolver questões com o máximo de autonomia, interagir com atitudes de respeito e solidariedade. Com um currículo alinhado à BNCC, com propostas e estratégias segundo uma concepção de educação integral, contemplamos todas as dimensões do desenvolvimento humano. Com foco no aprimoramento de conhecimentos, habilidades e atitudes conectados aos desafios contemporâneos, oferecendo oportunidades para que os estudantes sejam desafiados nos mais diferentes níveis e, assim, possam atingir o seu potencial máximo. A prática pedagógica adotada convida os professores a um trabalho interdisciplinar, que ofereça condições necessárias para o aluno aperfeiçoar não só o próprio intelecto, mas todas as suas potencialidades.

Assim, toda a educação básica, no nível do Ensino Fundamental, tem como objetivo o desenvolvimento da capacidade de aprender, com pleno domínio da leitura, da escrita e do cálculo; compreensão do ambiente natural e social, da tecnologia e das artes; formação de atitudes e valores com fortalecimento de vínculos e laços de solidariedade humana em que se assenta a vida social.

Para que se alcance os objetivos estabelecidos, o Ensino Fundamental, articula seu currículo ao longo de toda a etapa de acordo com os quatros eixos de formação definidos na BNCC. São eles:

  • Letramentos e capacidade de aprender

  • Ética e pensamento crítico

  • Leitura do mundo natural e social

  • Solidariedade e sociabilidade

Capacidade

Verbal

Desenvolvimento da Linguagem.
Mais do que familiaridade com palavras, é nessa etapa que nos apropriamos do mundo da escrita, construindo significados e sistemas simbólicos, lendo, escrevendo, criando e imaginando.

Capacidade

Cultural

É o resultado da capacidade da criança de conhecer e conectar diversos contextos e culturas, formando seu próprio repertório cultural. Engloba visitar museus, saber sobre esportes, apreciar as artes, os costumes e valores de pessoas e povos diferentes.

Operações

Mentais

É nessa etapa que a criança ganha conforto e fluência numérica para aplicar a Matemática ao mundo à sua volta, uma vez que emerge a capacidade de estabelecer relações e interiorizar as ações, ou seja, ela começa a realizar operações mentalmente e não mais apenas com ações.

Autonomia

Para conseguir fazer boas escolhas no futuro, é importante incentivar a criança a desenvolver um senso de autonomia, deixando-a tomar pequenas decisões e participar da construção do seu aprendizado.

Socialização

Espera-se que a criança comece a desenvolver a consciência do coletivo, aprenda a se colocar no lugar do outro, interprete seus sentimentos e os dos outros ao seu redor, exercitando a troca e a colaboração

  • Instagram
  • Facebook
  • YouTube

Todos os direitos deste site são reservados à Escola Officina do Saber